Do Rio para o mundo, uma plataforma de opiniões, sempre em busca

What a great time to be a woman

160729002305-34-dnc-gallery-0728-full-169

Sim, podemos dizer que fomos bem representadas em discursos inspiradores nos últimos dias, pelo menos aqui pelos EUA. Em tempos de corrida eleitoral, ver mulheres e homens feministas fazendo declarações inteligentes e empoderadoras é sentir que os tempos estão mudando e um futuro mais igualitário tem grandes chances de florescer, aqui e no mundo inteiro.

Começando com o discurso da primeira dama dos EUA, Michelle Obama, na Convenção Democrata de 27 de julho, que logo no início de sua fala declarou: “Nosso lema é: quando eles abaixam o nível, a gente aumenta’’. Essa foi uma das inúmeras frases impactantes de um pronunciamento apontado por jornalistas e políticos americanos como histórico.

Nos 15 minutos em que se pronunciou, ela teve a chance de dar uma demonstração do seu lema ao vivo, quando ao apoiar a provável candidata democrata Hillary Clinton, também falou sobre os desafios da presidência, os avanços sociais do governo Obama e alfinetou com classe o provável candidato republicano Donald Trump, sem precisar citar seu nome, é claro. Michelle mostrou mais uma vez que é tão boa nos discursos quanto seu marido, Barack Obama.

O melhor é que o pronunciamento representou muito mais do que picuinhas partidárias. Michelle Obama fez questão de frisar como aquele momento por si só demonstrava um avanço significativo na cultura dos EUA. É claro que não faltaram elogios à carreira de Hillary, que para Michelle tem as habilidades à altura dos desafios enfrentados pelo presidente da nação mais poderosa do mundo. Mas carismática que só, e muito precisa com as palavras, Michelle conquistou a audiência também com doses homeopáticas de depoimentos íntimos.

Em um dos momentos mais emocionantes e lúcidos, a primeira dama lembrou, por exemplo, a forte sensação de liberdade e de orgulho ao se ver na Casa Branca, o maior símbolo de poder e grandeza da nação, construído por escravos, que pelos últimos oito anos foi moradia e local trabalho do primeiro presidente negro dos EUA. E de onde Michelle pode ver suas duas filhas, jovens mulheres negras, usufruindo dos direitos e da liberdade alcançados graças à luta dos movimentos negro e feminista.

Sem dúvidas as palavras da Primeira Dama deram um gás de esperança aos que acreditam que o país está melhor do que estava há nove anos, e que ainda há muito a se fazer, especialmente lutar para que figuras com discurso separatista e de ódio não sejam a maioria no poder. E como a gente sabe que o que acontece nos EUA influencia boa parte do mundo, a luta é importante para todos.

Foi bonito ver que além de Michelle, outras mulheres com inteligência, força e elegância também fortalecendo o apoio a Hillary. Como a atriz Meryl Streep, diva do cinema que recentemente foi uma das protagonistas do filme ‘As Sufragistas’, sobre a luta pelo direito ao voto feminino no Reino Unido. Meryl chegou sem papas na língua e foi direto ao ponto abrindo sua fala com a pergunta “o que é preciso ter para ser a primeira mulher em qualquer coisa?”, seguida pela resposta “é necessário coragem e graça”.

O discurso da atriz teve uma veia didática mostrando por A mais B, em cerca de 5 minutos, como é importante qualquer batalha iniciada por mulheres com o intuito de acabar com as diferenças de gênero. Meryl citou figuras femininas históricas na política dos EUA e demonstrou como acredita que a força da esperança fará história novamente durante as eleições de novembro, “Hillary será a primeira, mas não vai ser a última” fechou, radiante, o seu discurso.

As boas manifestações a favor da luta feminista continuaram e, claro, Barack Obama não podiam ficar de fora. Em uma carta aberta à revista Glamour na primeira semana de agosto, o atual presidente falou sobre a necessidade dos homens apoiarem o movimento feminista, focando na importância de um papel igualitário entre pais e mães na educação dos filhos. Obama se mostrou positivo quanto ao futuro, enaltecendo o progresso feito nos últimos 100 anos, desde o direito ao voto às melhores condições de trabalho que, sabemos, ainda precisam ser niveladas.

Por mais representação na política, por pagamento igualitário, por mais direito à educação em todos os cantos do mundo… Temos certeza que a luta continua, mas também temos que admitir que ser mulher nunca foi tão bom e promissor.

*Veja outro texto sobre o discurso de Michelle Obama aqui.

Subscribe
Mariana Ferrari
Alice Bento
Alice Bento
Ana Clara Abreu
Ana Clara Abreu
Ana Elisa Bekenn
Ana Elisa Bekenn
André Fran
André Fran
André Pereira
André Pereira
Ane Vaz
Ane Vaz
Antonio Autuori
Antonio Autuori
Arturo Edo
Arturo Edo
Beatriz Medeiros
Beatriz Medeiros
Betina Monte-Mór
Betina Monte-Mór
Betina Sanches
Betina Sanches
Brenno Quadros
Brenno Quadros
Bruna Lima
Bruna Lima
Carlos Machado
Carlos Machado
Christian Dechery
Christian Dechery
Clarice Rios
Clarice Rios
Clariza Rosa
Clariza Rosa
Cláudio Franco
Cláudio Franco
Constanza de Córdova
Constanza de Córdova
Dadi Carvalho
Dadi Carvalho
Denise Calasans Gama
Denise Calasans Gama
Diego Sousa
Diego Sousa
Eduarda Vieira
Eduarda Vieira
Emerson Cursino
Emerson Cursino
Érika Nunes
Érika Nunes
Ernesto di Gois
Ernesto di Gois
Evans Queiroz
Evans Queiroz
Fabiana Pinto
Fabiana Pinto
Fabrício Andrade
Fabrício Andrade
Fê Carvalho Leite
Fê Carvalho Leite
Fernanda Cintra
Fernanda Cintra
Fernanda Sigilão
Fernanda Sigilão
Fernando Ferreira
Fernando Ferreira
Gabi Monteiro
Gabi Monteiro
Gabriel Vasconcellos
Gabriel Vasconcellos
Gabriela Munhoz
Gabriela Munhoz
Gabriela Bispo
Gabriela Bispo
Gabriel Cortês Lopes
Gabriel Cortês Lopes
Giulia Rosa
Giulia Rosa
Giuline Bastos
Giuline Bastos
Helena Gusmão
Helena Gusmão
Ingrid Esser
Ingrid Esser
Isabela Peccini
Isabela Peccini
jeff oliveira
jeff oliveira
Jéssica Delgado
Jéssica Delgado
Joana Nabuco
Joana Nabuco
Jóta Stilben
Jóta Stilben
Jônatas Rocha
Jônatas Rocha
Julia Favero
Julia Favero
Julia Pitaluga
Julia Pitaluga
Julia Karam
Julia Karam
Juliana Perez
Juliana Perez
Juliana Ludmer
Juliana Ludmer
Juliana Ricci
Juliana Ricci
Kamila Lima
Kamila Lima
Laila Hallack
Laila Hallack
Larissa Abbud
Larissa Abbud
Laura Borba
Laura Borba
Luciana Guilliod
Luciana Guilliod
Luti Guedes
Luti Guedes
Maria Theresa Cruz Lima
Maria Theresa Cruz Lima
Gabi Alkmim
Gabi Alkmim
Mariana Ferrari
Mariana Ferrari
Mariane Sanches
Mariane Sanches
Marília Cruz
Marília Cruz
Marina Estevão
Marina Estevão
Mary Olivetti
Mary Olivetti
Mateus Habib
Mateus Habib
Matheus Martins
Matheus Martins
Matheus Freitas
Matheus Freitas
Nathalia Oliveira
Nathalia Oliveira
Nicholas Freeman
Nicholas Freeman
Nuta Vasconcellos
Nuta Vasconcellos
Paula Bohm
Paula Bohm
Paula Freitas
Paula Freitas
Paula Rosa
Paula Rosa
Pedro Mib
Pedro Mib
Pedro Nascimento
Pedro Nascimento
Pedro Willmersdorf
Pedro Willmersdorf
Pedro Vianna
Pedro Vianna
Priscilla Brossi
Priscilla Brossi
Rachel Schramm
Rachel Schramm
Raíssa Ferreira
Raíssa Ferreira
Renan Berlitz
Renan Berlitz
Ricardo Mattos
Ricardo Mattos
Rick Yates
Rick Yates
Silva
Silva
Tamih Toschi
Tamih Toschi
Vanessa Verthein
Vanessa Verthein
Victor Takayama
Victor Takayama
Vitória Liao
Vitória Liao
Wendy Andrade
Wendy Andrade
William Anseloni
William Anseloni

TODO MUNDO NOO