Do Rio para o mundo, uma plataforma de opiniões, sempre em busca

Sobre o processo de mudança em passar por um desemprego

Há meses atrás eu fazia parte de uma estatística que cresce em números desproporcionais. Já são mais de 13 milhões de desempregados. E este número cresce de maneira estrondosa. Digamos que está mais fácil prestar um vestibular para medicina do que passar pelo funil de um processo seletivo. Isso é fato. A concorrência aumenta a cada dia. A verdade é que o drama é real, estamos passando por um processo de peneira em vários aspectos; profissionais, pessoais, políticos e sociais. Com isso, o Brasil está mudando e é necessário um posicionamento de todos. Aliás, não dá pra viver mais à margem do egoísmo e da individualidade. Estamos sendo chamados para gerar impacto e transformação na vida de outras pessoas, pois estamos vivendo momentos de dúvidas e muitas incertezas.

Todos sabem que o desespero bate a porta quando se está desempregado. Parece que o mérito que era nos dado não existe mais e aos poucos a insegurança e o medo criam raízes em nossa mente manipulando tomadas de decisões. Pensamentos, que outrora eram canalizados em gerar mensagens positivas, vão se desgastando. A maré, que parecia tão boa, em questões de segundos, baixa, e por um tempo indeterminado.

Eis a pergunta que constantemente insiste em martelar a nossa mente. Quando isso vai passar? E se passasse o que você faria pra mudar?

Bom, acredito que todos estão em um processo de mudança. E se não está, automaticamente é direcionado a mudar. Sendo para lados positivos ou negativos o verbo mudar ocorre. Somos impulsionados a mudar até mesmo nossas escolhas. Ou você acredita que o fato de escolhermos qual horário comer, que roupa usar e que tipo de cabelo cortar, não influencia o consciente da mudança?

Portanto arriscar é importante. Testar processos e rever conceitos amadurece a ideia do que pode estar dando errado. Sim, é loucura falar de processos quando a solução não vem. Mais do que isso, é se sentir refém e não fazer nada para mudar.

Em 12 meses de desemprego vivi experiências que não trocaria por nada. De vender sanduíche natural na faculdade e no ônibus, a lavar pratos em eventos de hotel ou até praticar a arte de animar festas infantis. As alternativas foram inúmeras e desistir não era opção e jamais poderá ser. Certas crises nos levam a reinventar e testar formas, de fato, te empurra a buscar soluções, onde muitas vezes não se encontra.

Comecei a ajudar pessoas e automaticamente fui contagiado pela mudança. Da análise de currículos, a compartilhamento de vagas (trabalho) e muitas vezes um simples ato de ajudar alguém a atravessar uma rua, e isso nos move a enxergar o outro e ver que por detrás daquela pessoa também existe alguém que sonhou e não desistiu. Com movimentos lentos, mas perseverante. Compartilhar tempo e esperança passa a ser prioridade, não por reconhecimento, mas por acreditar que evoluções acontecem. Não duvide de você, a metamorfose é um processo de autodescobrimento.

O tempo sendo uma espécie de incentivador e destruidor, funciona como uma bomba relógio. Ao certo ele consome a nossa mente em milésimos de segundos a agir agora,
pra ontem e se possível hoje. O mesmo também ajuda a estabelecer prioridades, enforcar a procrastinação e conectar a mente a fugir da pressão exagerada do imediatismo.

Existem realmente fases que são a chave para a mudança. Quando por exemplo: você não sabe andar de bicicleta e cai diversas vezes, insiste, persiste até aprender a pedalar, isso se torna a ação de mudar, ou seja, o instinto reativo ao número de acidentes que te direcionam a levantar. Na maioria das vezes, as pessoas costumam falar de mudanças, mas vivê-las é sempre um conflito diário. Torna-se provavelmente uma metamorfose ambulante todos os dias, renovar-se para uma nova página da vida.

Nunca irei conhecer as inúmeras pessoas que me leem nesse texto. Talvez, falar de mudanças não pague as contas atrasadas no fim do mês. É preciso escuta e empatia. Escrever é pouco, aconselhar é pouco, para mudar é preciso bem mais, talvez menos alienação e mais participação.

Subscribe
Jônatas Rocha
Alice Bento
Alice Bento
Ana Clara Abreu
Ana Clara Abreu
Ana Elisa Bekenn
Ana Elisa Bekenn
André Fran
André Fran
André Pereira
André Pereira
Ane Vaz
Ane Vaz
Antonio Autuori
Antonio Autuori
Arturo Edo
Arturo Edo
Beatriz Medeiros
Beatriz Medeiros
Betina Monte-Mór
Betina Monte-Mór
Betina Sanches
Betina Sanches
Brenno Quadros
Brenno Quadros
Bruna Lima
Bruna Lima
Carlos Machado
Carlos Machado
Christian Dechery
Christian Dechery
Clarice Rios
Clarice Rios
Clariza Rosa
Clariza Rosa
Cláudio Franco
Cláudio Franco
Constanza de Córdova
Constanza de Córdova
Dadi Carvalho
Dadi Carvalho
Denise Calasans Gama
Denise Calasans Gama
Diego Sousa
Diego Sousa
Eduarda Vieira
Eduarda Vieira
Emerson Cursino
Emerson Cursino
Érika Nunes
Érika Nunes
Ernesto di Gois
Ernesto di Gois
Evans Queiroz
Evans Queiroz
Fabiana Pinto
Fabiana Pinto
Fabrício Andrade
Fabrício Andrade
Fê Carvalho Leite
Fê Carvalho Leite
Fernanda Cintra
Fernanda Cintra
Fernanda Sigilão
Fernanda Sigilão
Fernando Ferreira
Fernando Ferreira
Gabi Monteiro
Gabi Monteiro
Gabriel Vasconcellos
Gabriel Vasconcellos
Gabriela Munhoz
Gabriela Munhoz
Gabriela Bispo
Gabriela Bispo
Gabriel Cortês Lopes
Gabriel Cortês Lopes
Giulia Rosa
Giulia Rosa
Giuline Bastos
Giuline Bastos
Helena Gusmão
Helena Gusmão
Ingrid Esser
Ingrid Esser
Isabela Peccini
Isabela Peccini
jeff oliveira
jeff oliveira
Jéssica Delgado
Jéssica Delgado
Joana Nabuco
Joana Nabuco
Jóta Stilben
Jóta Stilben
Jônatas Rocha
Jônatas Rocha
Julia Favero
Julia Favero
Julia Pitaluga
Julia Pitaluga
Julia Karam
Julia Karam
Juliana Perez
Juliana Perez
Juliana Ludmer
Juliana Ludmer
Juliana Ricci
Juliana Ricci
Kamila Lima
Kamila Lima
Laila Hallack
Laila Hallack
Larissa Abbud
Larissa Abbud
Laura Borba
Laura Borba
Luciana Guilliod
Luciana Guilliod
Luti Guedes
Luti Guedes
Maria Theresa Cruz Lima
Maria Theresa Cruz Lima
Gabi Alkmim
Gabi Alkmim
Mariana Ferrari
Mariana Ferrari
Mariane Sanches
Mariane Sanches
Marília Cruz
Marília Cruz
Marina Estevão
Marina Estevão
Mary Olivetti
Mary Olivetti
Mateus Habib
Mateus Habib
Matheus Martins
Matheus Martins
Matheus Freitas
Matheus Freitas
Nathalia Oliveira
Nathalia Oliveira
Nicholas Freeman
Nicholas Freeman
Nuta Vasconcellos
Nuta Vasconcellos
Paula Bohm
Paula Bohm
Paula Freitas
Paula Freitas
Paula Rosa
Paula Rosa
Pedro Mib
Pedro Mib
Pedro Nascimento
Pedro Nascimento
Pedro Willmersdorf
Pedro Willmersdorf
Pedro Vianna
Pedro Vianna
Priscilla Brossi
Priscilla Brossi
Rachel Schramm
Rachel Schramm
Raíssa Ferreira
Raíssa Ferreira
Renan Berlitz
Renan Berlitz
Ricardo Mattos
Ricardo Mattos
Rick Yates
Rick Yates
Silva
Silva
Tamih Toschi
Tamih Toschi
Vanessa Verthein
Vanessa Verthein
Victor Takayama
Victor Takayama
Vitória Liao
Vitória Liao
Wendy Andrade
Wendy Andrade
William Anseloni
William Anseloni

TODO MUNDO NOO