NOO




Quem nunca encontrou o Wally em Ipanema? Grafites do boneco de camiseta listrada, e de tantos outros personagens são obras do artista Andrea Brandani. É fácil encontra-los pelos muros do bairro.

Outro dia mesmo, demos de cara com Andrea com as mãos no muro, na esquina da ruas Vinícius de Moraes com Nascimento Silva.

Foi lá que ele nos explicou que o Wally, na verdade é um amigo de Lisboa que estava com uma camisa do Bayern de Munique. Outra ”vítima dos grafites” é uma modelo de circo, que realmente fez um ensaio fotográfico em cima de uma caixa de correio, como pode ser visto no mesmo muro. Dois ícones de Ipanema também são retratados, Ana Maria, a famosa Louca de Ipanema e o cantor Damião Experiença.

Além dos grafites, ele é responsável por esculturas em troncos de árvores mortas que já deram muito o que falar. A imagem do Cristo Redentor, na rua Barão da Torre, entre Garcia e Aníbal, causou polêmica entre moradores da área e acabou sendo vendida na Europa.

Atualmente, o artista trabalha em um tronco na Rua Barão da Torre, quase na Aníbal, uma homenagem ao cantor Chico Buarque. Quem passa por ali, tem chances de encontrar Andreas com seus óculos escuros e mochila cheia de material.

Apesar de se sentir em casa em Ipanema, Andrea está de malas prontas para Munique, aonde vai colorir os muros da cidade a convite do governo durante três meses.

Enquanto isso, os muros brancos daqui aguardam ansiosos pelo seu retorno.


++ ARTES

DESTAQUES DA REDAÇÃO

INSPIRAÇÕES #NOOMAG