Do Rio para o mundo, uma plataforma de opiniões, sempre em busca

Da arte de controlar a ação da mente

banner-arte-controlar-noo-mag

“Se você for capaz de ficar sentado, as meditações não serão necessárias. Mas você consegue ficar sentado sem fazer nada? Essa é a grande questão”. Osho

Participar de três reuniões seguidas, assistir a uma palestra depois do trabalho, combinar um jantar com os amigos, pegar um freela para complementar a renda, fazer compras no supermercado, ajudar o filho com o dever de casa, malhar uma horinha pra manter o shape e ah, não se esqueça de dormir oito horas por noite.

A gente não para. A vida no Rio, como em qualquer cidade grande, requer agitação o tempo inteiro. Se o corpo está em ação, a mente também se agita. Vivemos apressados, estressados e ansiosos.

Como dar conta das tarefas da vida moderna sem precisar morar numa comunidade hippie, mas sem se deixar levar pelo estresse? A resposta é: meditação.

Não é fácil domar a ação da mente, mas a boa notícia é que existem várias técnicas para isso: você pode meditar sozinho, em grupo, via aplicativos, imóvel, dançando, por 15 minutos ou num retiro de 10 dias em silêncio.

Eu sei, você se assustou agora. O Vipásana é um treinamento para condicionar a mente a não reagir aos fatores externos. Passamos apenas a observar os pensamentos e emoções, que se manifestam na respiração e nas sensações daquele momento. Observando a respiração ou as sensações, estamos, de fato, observando as impurezas mentais. Como resultado, a inquietação perde sua força e não mais nos domina.

A meditação Vipássana tem sido ensinada ao redor do mundo em cursos gratuitos de 10 dias e mudou a vida da Paloma.

“Achava que sofreria por ficar sem falar por 10 dias, ou que seria difícil comer tão pouco, mas a realidade foi bem diferente. O mais difícil foi ficar mais de 12 horas por dia meditando, sem conseguir acalmar a enxurrada de pensamentos que surgiam a cada tentativa. O mais assustador foi me dar conta de como a minha mente era agitada e eu não tinha consciência do quanto isso atrapalhava a minha capacidade de estar mais presente no agora, de ter leveza na vida e mais aceitação das coisas e das pessoas como elas são, e não como gostaria que fossem. Meditação não é aquela imagem que a gente tem de uma pessoa sentada como um Buda. Meditação é consciência: é estar presente em tudo que se faz, é sermos capazes de não guardar aquilo que não precisamos, para sermos capazes de viver tudo pela primeira vez. É se conhecer e poder permitir que a razão esteja a serviço do coração”.

Se ficar em silêncio não é a sua, você pode experimentar a meditação ativa, onde não falta ação. Quando estamos com raiva, muitas vezes não conseguimos nos sentar em silêncio e ficamos remoendo as sensações ruins. Se expressamos nossa raiva, movemos a energia corporal para depois sentar e meditar em silêncio. Na meditação ativa, o participante dança, grita, pula, chacoalha, marcha. Esse tipo de meditação é muito eficiente para ajudar a quem diz não conseguir meditar e para iniciantes que nunca praticaram meditação. A ideia é fazer uma faxina emocional e jogar para fora o peso e a tensão que se acumulam no corpo. Gostou? Procure a galera do Namastê.

Para a Arte de Viver, meditação não é concentração: é desconcentração. Meditar é uma atividade em que o praticante apenas se senta e permite que a mente se dissolva. Na técnica, a respiração é considerada a ligação entre corpo e mente. As emoções afetam o ritmo ou o padrão de nossa respiração. Quando estamos irritados ou com raiva, a respiração acontece em ciclos curtos e rápidos. Se estamos tristes ou chateados, a respiração se dá em ciclos longos e profundos. A Arte de Viver utiliza habilmente a respiração para mudar a forma como nos sentimos.

“Faço todos os dias minha técnica de respiração e a meditação. É o banho diário que dou em minha mente. Na vida, aprendemos a limpar o corpo, os dentes mas ninguém nunca ensinou a limpar a nossa mente”, diz o praticante Luiz.

“Com a meditação, aprendi a me entender melhor. Muitas vezes ficava angustiado e ansioso e não sabia o porquê. Também não sabia o que estava querendo ou sentindo. Fechar os olhos, consciente, e parar alguns momentos pra ficar sozinho comigo mesmo me ajuda a acalmar, mas ajuda a me enxergar, em vez de só ficar olhando pra fora” diz Daniel, que fez alguns cursos na Arte de Viver.

“Muita gente pensa que não consegue meditar, que é muito agitada. Mas qualquer um consegue, é só fechar os olhos e relaxar. O que não é fácil é ter coragem de ficar sozinho consigo mesmo”.

Quer experimentar? A Arte de Viver promove a meditação da Lua Cheia todos os meses, simultaneamente em várias cidades brasileiras. No Rio acontece em diversos bairros. Confira a agenda.

A prática da meditação em grupo traz vantagens como ouvir os ensinamentos dos mestres e assumir o compromisso de meditar em determinada hora e lugar. Ainda, assim, é possível meditar com a ajuda do celular. O aplicativo gratuito Sattva é o mais recomendado, mas também tem o Mindfullness e o Zen. O que importa é encontramos um momento para buscar o conforto e estabilidade perdidos em meio à toda ação do dia a dia. Namastê.

Subscribe
Luciana Guilliod
Alice Bento
Alice Bento
Ana Clara Abreu
Ana Clara Abreu
Ana Elisa Bekenn
Ana Elisa Bekenn
André Fran
André Fran
André Pereira
André Pereira
Ane Vaz
Ane Vaz
Antonio Autuori
Antonio Autuori
Arturo Edo
Arturo Edo
Beatriz Medeiros
Beatriz Medeiros
Betina Monte-Mór
Betina Monte-Mór
Betina Sanches
Betina Sanches
Brenno Quadros
Brenno Quadros
Bruna Lima
Bruna Lima
Carlos Machado
Carlos Machado
Christian Dechery
Christian Dechery
Clarice Rios
Clarice Rios
Clariza Rosa
Clariza Rosa
Cláudio Franco
Cláudio Franco
Constanza de Córdova
Constanza de Córdova
Dadi Carvalho
Dadi Carvalho
Denise Calasans Gama
Denise Calasans Gama
Diego Sousa
Diego Sousa
Eduarda Vieira
Eduarda Vieira
Emerson Cursino
Emerson Cursino
Érika Nunes
Érika Nunes
Ernesto di Gois
Ernesto di Gois
Evans Queiroz
Evans Queiroz
Fabiana Pinto
Fabiana Pinto
Fabrício Andrade
Fabrício Andrade
Fê Carvalho Leite
Fê Carvalho Leite
Fernanda Cintra
Fernanda Cintra
Fernanda Sigilão
Fernanda Sigilão
Fernando Ferreira
Fernando Ferreira
Gabi Monteiro
Gabi Monteiro
Gabriel Vasconcellos
Gabriel Vasconcellos
Gabriela Munhoz
Gabriela Munhoz
Gabriela Bispo
Gabriela Bispo
Gabriel Cortês Lopes
Gabriel Cortês Lopes
Giulia Rosa
Giulia Rosa
Giuline Bastos
Giuline Bastos
Helena Gusmão
Helena Gusmão
Ingrid Esser
Ingrid Esser
Isabela Peccini
Isabela Peccini
jeff oliveira
jeff oliveira
Jéssica Delgado
Jéssica Delgado
Joana Nabuco
Joana Nabuco
Jóta Stilben
Jóta Stilben
Jônatas Rocha
Jônatas Rocha
Julia Favero
Julia Favero
Julia Pitaluga
Julia Pitaluga
Julia Karam
Julia Karam
Juliana Perez
Juliana Perez
Juliana Ludmer
Juliana Ludmer
Juliana Ricci
Juliana Ricci
Kamila Lima
Kamila Lima
Laila Hallack
Laila Hallack
Larissa Abbud
Larissa Abbud
Laura Borba
Laura Borba
Luciana Guilliod
Luciana Guilliod
Luti Guedes
Luti Guedes
Maria Theresa Cruz Lima
Maria Theresa Cruz Lima
Gabi Alkmim
Gabi Alkmim
Mariana Ferrari
Mariana Ferrari
Mariane Sanches
Mariane Sanches
Marília Cruz
Marília Cruz
Marina Estevão
Marina Estevão
Mary Olivetti
Mary Olivetti
Mateus Habib
Mateus Habib
Matheus Martins
Matheus Martins
Matheus Freitas
Matheus Freitas
Nathalia Oliveira
Nathalia Oliveira
Nicholas Freeman
Nicholas Freeman
Nuta Vasconcellos
Nuta Vasconcellos
Paula Bohm
Paula Bohm
Paula Freitas
Paula Freitas
Paula Rosa
Paula Rosa
Pedro Mib
Pedro Mib
Pedro Nascimento
Pedro Nascimento
Pedro Willmersdorf
Pedro Willmersdorf
Pedro Vianna
Pedro Vianna
Priscilla Brossi
Priscilla Brossi
Rachel Schramm
Rachel Schramm
Raíssa Ferreira
Raíssa Ferreira
Renan Berlitz
Renan Berlitz
Ricardo Mattos
Ricardo Mattos
Rick Yates
Rick Yates
Silva
Silva
Tamih Toschi
Tamih Toschi
Vanessa Verthein
Vanessa Verthein
Victor Takayama
Victor Takayama
Vitória Liao
Vitória Liao
Wendy Andrade
Wendy Andrade
William Anseloni
William Anseloni

TODO MUNDO NOO