Do Rio para o mundo, uma plataforma de opiniões, sempre em busca

13 Reasons Why dá voz ao tabu

media

Se você acabou de assistir 13 Reasons Why, deve estar bem triste. Acredite, isso melhora. Agora, se você ainda não ouviu falar da nova série do Netflix tem algo errado no filtro da sua linha do tempo. Então, enquanto não envia um e-mail pro Zuckerberg, eu vou resumindo:

A série foi baseada em um livro homônimo de Jay Asher e trata o universo adolescente de forma bem adulta. A personagem principal é Hanna Baker, uma jovem de 17 anos que deixou 13 fitas com as razões para ter se suicidado. As histórias nessas fitas passam pelo bullying no ensino médio, o machismo, a LGBTfobia e o abuso sexual.

Você pode está pensando que são temas muito fortes para uma série adolescente, mas tenta comparar com suas vivências de escola, aposto que mudará de ideia.

Nessa idade parece que tudo é tão intenso. Os primeiros episódios me fizeram lembrar da minha adolescência. É incrível como algo aparentemente pequeno toma uma amplitude enorme e atos maldosos e violentos acabam sendo vistos como simples brincadeiras. Porém, sabemos que isso não é exclusividade dos adolescentes. Independente da fase da vida, cada pessoa reage aos problemas de um modo. Se eu consegui “superar”, não quer dizer que todos também consigam. A questão é ter empatia e não culpabilizar ninguém.

Inclusive essa é minha maior crítica a serie, tudo gira em torno da “culpa” dos personagens pela morte de Hannah. Sim, a culpa pelo SUICIDIO. Foi extremamente difícil assistir algumas cenas e não podemos negar que essas violências trazem consequências horríveis para as vítimas. Porém, a maioria dos casos de suicídio estão relacionados com transtornos mentais e não tem uma explicação que caberia em fitas. Entendo que é uma obra ficcional mas é triste como a história acaba induzindo parentes e amigos a buscar os porquês das tragédias reais que viveram.

reasosns-why.jpg.imgo

 

Ainda assim, a campanha com a hashtag #NãoSejaUmMotivo lançada nas redes sociais pela Netflix é bem vinda. Precisamos acabar com os tabus e a campanha tem sido eficiente. Segundo a Exame.com, depois da estreia da série o número de e-mails pedindo ajuda enviados ao Centro de Valorização da Vida (CVV) subiu 445% e a média diária de visitantes únicos no site aumentou 170%. Isso só confirma que #PrecisamosFalarSobreSuicidio .

Quem sabe não seja esse o modo com o qual podemos ajudar. Realmente é mais fácil naturalizar comportamentos errados para não se indispor. Você diz para um amigo que ele está sendo machista em uma roda de conversa ou só ri para não ser chato? Você tenta entender os problemas dos seus amigos ou diminui tudo e fala que é drama? Você aceita que “em briga de marido e mulher não se mete a colher” ou interfere quando já passou dos limites e está virando um abuso? Pode ter certeza que pior que ser intrometido é ser omisso, ficar em silêncio. Agir é nossa responsabilidade. Você nunca sabe pelo que a outra pessoa está passando naquele momento, não é mesmo? Ofereça ajuda e aconselhe a procura de um acompanhamento profissional. Uma conversa pode ser a diferença entre a vida e a morte.

*Por tudo isso gostaria de alertar aos pais e amigos de pessoas emocionalmente fragilizadas que a série é bem forte e talvez o melhor seja desencorajar essa pessoa a assistir.

Subscribe
Mariane Sanches
Alice Bento
Alice Bento
Ana Clara Abreu
Ana Clara Abreu
Ana Elisa Bekenn
Ana Elisa Bekenn
André Fran
André Fran
André Pereira
André Pereira
Ane Vaz
Ane Vaz
Antonio Autuori
Antonio Autuori
Arturo Edo
Arturo Edo
Beatriz Medeiros
Beatriz Medeiros
Betina Monte-Mór
Betina Monte-Mór
Betina Sanches
Betina Sanches
Bruna Lima
Bruna Lima
Carlos Machado
Carlos Machado
Christian Dechery
Christian Dechery
Clarice Rios
Clarice Rios
Clariza Rosa
Clariza Rosa
Cláudio Franco
Cláudio Franco
Constanza de Córdova
Constanza de Córdova
Dadi Carvalho
Dadi Carvalho
Denise Calasans Gama
Denise Calasans Gama
Eduarda Vieira
Eduarda Vieira
Emerson Cursino
Emerson Cursino
Érika Nunes
Érika Nunes
Ernesto di Gois
Ernesto di Gois
Evans Queiroz
Evans Queiroz
Fabiana Pinto
Fabiana Pinto
Fabrício Andrade
Fabrício Andrade
Fê Carvalho Leite
Fê Carvalho Leite
Fernanda Cintra
Fernanda Cintra
Fernanda Sigilão
Fernanda Sigilão
Fernando Ferreira
Fernando Ferreira
Gabi Monteiro
Gabi Monteiro
Gabriel Vasconcellos
Gabriel Vasconcellos
Gabriela Munhoz
Gabriela Munhoz
Gabriela Bispo
Gabriela Bispo
Gabriel Cortês Lopes
Gabriel Cortês Lopes
Giulia Rosa
Giulia Rosa
Giuline Bastos
Giuline Bastos
Helena Gusmão
Helena Gusmão
Ingrid Esser
Ingrid Esser
Isabela Peccini
Isabela Peccini
jeff oliveira
jeff oliveira
Jéssica Delgado
Jéssica Delgado
Joana Nabuco
Joana Nabuco
Jóta Stilben
Jóta Stilben
Julia Favero
Julia Favero
Julia Pitaluga
Julia Pitaluga
Julia Karam
Julia Karam
Juliana Perez
Juliana Perez
Juliana Ricci
Juliana Ricci
Kamila Lima
Kamila Lima
Laila Hallack
Laila Hallack
Larissa Abbud
Larissa Abbud
Laura Borba
Laura Borba
Luciana Guilliod
Luciana Guilliod
Luti Guedes
Luti Guedes
Maria Theresa Cruz Lima
Maria Theresa Cruz Lima
Gabi Alkmim
Gabi Alkmim
Mariana Ferrari
Mariana Ferrari
Mariane Sanches
Mariane Sanches
Marina Estevão
Marina Estevão
Mary Olivetti
Mary Olivetti
Mateus Habib
Mateus Habib
Matheus Martins
Matheus Martins
Nathalia Oliveira
Nathalia Oliveira
Nicholas Freeman
Nicholas Freeman
Nuta Vasconcellos
Nuta Vasconcellos
Paula Bohm
Paula Bohm
Paula Freitas
Paula Freitas
Paula Rosa
Paula Rosa
Pedro Mib
Pedro Mib
Pedro Nascimento
Pedro Nascimento
Pedro Willmersdorf
Pedro Willmersdorf
Pedro Vianna
Pedro Vianna
Priscilla Brossi
Priscilla Brossi
Rachel Schramm
Rachel Schramm
Raíssa Ferreira
Raíssa Ferreira
Renan Berlitz
Renan Berlitz
Rick Yates
Rick Yates
Silva
Silva
Vanessa Verthein
Vanessa Verthein
Victor Takayama
Victor Takayama
Vitória Liao
Vitória Liao
Wendy Andrade
Wendy Andrade
William Anseloni
William Anseloni

TODO MUNDO NOO